Condominios

Condomínio cria galinhas d’angola para combater escorpiões

Um condomínio no bairro Sim, em Feira de Santana, começou uma criação de galinhas d’angola para combater uma infestação de escorpiões, dentro do residencial.

As galinhas são predadoras naturais do animal peçonhento, e segundo o síndico do condomínio, Antônio de Jesus, a medida praticamente extinguiu o problema. “Elas entraram e resolveram em torno de 70%, 80% da incidência de escorpiões aqui”, revelou.

São mais de 60 galinhas d’angola espalhadas pelo condomínio, que circulam livremente pelo espaço. Segundo matéria do G1, a criação foi encarada como uma alternativa, após o síndico ser avisado que a dedetização não iria acabar com os escorpiões. A preocupação dele e de outros moradores era com as crianças.

“Era complicado pra gente conviver, inclusive por causa das crianças. Não [eram] só escorpiões. Tinham aranhas, cobras… então, era difícil conviver com a presença desses animais […]Aí, uma empresa muito honesta aqui da cidade falou assim pra gente: ‘Antônio Carlos, não adianta nada porque esse herbicidas só vão enfurecê-los, vão deixar eles bastante atiçados, e não vai matá-los porque não resolve’”, contou Antônio.

A preocupação é justificável. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), de 2015 à 2017, o número de acidentes com escorpiões cresceu 50%, saltou de 10.136 casos para 15.265. Apenas no primeiro trimestre deste ano, foram registrados 3.241 notificações. No Hospital Clériston Andrade (HCA), em Feira de Santana, o número de atendimentos do primeiro trimestre deste ano foi de 114 – 28 casos a mais que o mesmo período do ano passado. Bahia.Ba.

Sobre o Autor

Redação

Adicionar Comentário

Clique aqui para publicar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONDOMÍNIO SEM SITE ?

SOBRE NÓS !

Prestadores & Fornecedores

Condomínio Sem Site ?